Foto: Divulgação
Vereador Alexandre Aleluia 13 de agosto de 2019 | 15:50

Projeto obriga que Secretaria da Educação siga política educacional de Bolsonaro

salvador

O vereador Alexandre Aleluia apresentou, nesta terça-feira (13), um projeto de lei que obriga a Secretaria Municipal da Educação de Salvador (SMED) a seguir o decreto que institui a nova Política Nacional de Alfabetização (PNA), assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) em abril deste ano. Na última sexta (9), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que o intuito do MEC é “nortear estados e municípios na implantação de uma didática baseada em evidências científicas que melhorem a leitura e a escrita”. “Bolsonaro jogou o método Paulo Freire no lixo e Salvador também vai seguir a sua orientação”, declarou o vereador Alexandre Aleluia, ao se referir ao PNA. “Sem dúvidas, a decisão de Salvador deve ser a de se afastar do que não funciona e não tem base científica, ou seja, se afastar do método de Paulo Freire. A Câmara poderá determinar essa adesão ao PNA aprovando esse projeto em plenário”, completou. Segundo o MEC, a PNA tem como um dos seus princípios a ênfase no ensino dos seis componentes essenciais para a alfabetização: consciência fonêmica, instrução fônica sistemática, fluência em leitura oral, desenvolvimento de vocabulário, compreensão de textos e produção escrita. De acordo com Carlos Nadalim, secretário de Alfabetização da pasta, a “publicação da PNA constitui um grande avanço para a educação no país e oferecerá fundamentos sólidos para a elaboração de programas e ações eficazes voltados à alfabetização”.

Comentários