Foto: Divulgação/CMS
13 de setembro de 2019 | 12:11

Ireuda Silva alerta para a necessidade de prevenir o suicídio: “Mobilização coletiva é fundamental”

salvador

A cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo. Um dado que acende um sinal de alerta neste Setembro Amarelo, segundo a vereadora de Salvador Ireuda Silva (Republicanos), presidente da Frente Parlamentar de Defesa da Saúde. Ela lembra que o suicídio pode ser prevenido e evitado, o que envolve compreensão e comprometimento de toda a sociedade e do Poder Público.

“No mundo, há mais mortes causadas por suicídio do que por doenças como malária e câncer de mama, guerra e assassinato. É assustador, e são muitos os fatores que podem tornar uma pessoa vulnerável ao ato suicida: desemprego, doenças crônicas, depressão, discriminação, agressões físicas e psicológicas… Quantas mulheres vivem relacionamentos abusivos, quantos jovens sofrem bullying na escola e quantos milhões de desempregados existem nesse país em crise?”, questiona Ireuda, demonstrando preocupação com o assunto.

Segundo o Ministério da Saúde, para prevenir é importante estar atento a mudanças comportamentais, como preocupações com a morte, desesperança, falas ou intenções suicidas, além de outros sinais. Pessoas depressivas também merecem atenção. “Quando recebemos a notícia de que alguém próximo cometeu suicídio, sempre somos pegos de surpresa. Nunca imaginamos que irá acontecer. Mas se formos capazes de mudar esse pensamento, muitas vidas poderão ser salvas. Mobilização coletiva é fundamental”, acrescenta a republicana.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu a redução da mortalidade por suicídio como indicador nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Comentários