Foto: Fernanda Chagas / Política Livre
O presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (SD), embarca nesta terça-feira (26) para Brasília 25 de novembro de 2019 | 13:47

Com dois projetos do Executivo e mais de 40 de autoria de vereadores na pauta, Câmara não deve ter votação esta semana

exclusivas

A Câmara de Salvador, apesar de constar na ordem do dia desde a semana passada dois projetos de lei oriundos da Prefeitura, a exemplo do que autoriza o Poder Executivo a promover a concessão de serviço público precedido de obra pública da rodovia expressa denominada Linha Viva, concede benefícios fiscais do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) relativo às obras e instalações e, mais de 40 de autoria dos edis, não deve ter votação esta semana.

Conforme antecipado pelo Política Livre, o presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (SD), embarca nesta terça-feira (26) para Brasília para articular apoio ao bloco partidário SD, PTB, MDB e PSC, coordenado por ele (leia aqui). “Na próxima terça e quarta-feira (26 e 27) estarei em Brasília visando novas articulações e em breve teremos boas notícias no campo da formação e agremiações partidárias que se juntarão a nós”, destacou à reportagem na semana passada.

“Com isso, a expectativa é de uma semana bastante morna com sessões abrindo e fechando rapidamente, apenas para cumprir o rito regimental, mas sem expectativa de votação”, revelou um vereador. A matéria de iniciativa de Alfredo Mangueira, que denomina a mudança de nome do Centro de Cultura da Câmara para vereador José Pires Castelo Branco, já com pareceres favoráveis das Comissões de Constituição e Justiça e Redação Final; e Finanças, Orçamento e Fiscalização, é uma das outras diversas que consta na pauta.

Fernanda Chagas
Comentários