Foto: Divulgação
O governador Rui Costa ainda defendeu que seu grupo trabalhe com um nome novo 30 de novembro de 2019 | 14:00

Sobre disputa em Salvador, Rui minimiza defesa do PT por candidatura e afirma que prioridade é ganhar a eleição com um candidato da base

exclusivas

Em meio aos rumores de filiação do presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, ao PT com vistas na disputa pela prefeitura de Salvador em 2020, o governador Rui Costa (PT) disse não poder falar em nome do partido, mas defendeu que, preferencialmente na capital, se trabalhe por um novo nome, pois sua prioridade é ganhar a eleição com um candidato da base. Bellintani é cotado ainda para ingressar no PSB da senadora da Lídice da Mata e no PSD do senador Otto Alencar.

“Não posso falar em nome do partido. A mim cabe a condução política da base e não apenas do meu partido e meu foco não é exclusivo por Salvador, mas todas as cidades são prioritárias e darei atenção igualitária, com conceito de ganhar a eleição com um candidato da base”, afirmou ao Política Livre categoricamente, reforçando que “preferencialmente em Salvador temos que trabalhar por um nome novo”.

Ele disse ainda não trabalhar com a expectativa de o petista Nelson Pelegrino, empossado nesta última sexta-feira (29) secretário de Desenvolvimento e Urbanismo, sair antes do final do mandato para ser candidato. “Isso não é impeditivo, mas a escolha por seu nome se deu para que me ajude a entregar grandes obras até o final do meu mandato”.

Com Pelegrino, o PT soma oito nomes à disposição: os deputados federais Valmir Assunção e Jorge Solla, os vereadores Moisés Rocha e Suíca, a socióloga Vilma Reis, o deputado estadual Robinson Almeida e o sociólogo Juca Ferreira. Já em sua base, quatro candidaturas já foram lançadas de forma oficial: a do deputado federal Sargento Isidório pela Avante que ganha cada vez mais força, o do também deputado federal Bacelar pelo Podemos e dos deputados estaduais Olívia Santana pelo PCdoB e Niltinho pelo PP.

Raiane Veríssimo e Fernanda Chagas
Comentários