Foto: Divulgação
Após passar por 11 cidades, Secti reúne delegados eleitos para atualizar política estadual de CT&I 02 de dezembro de 2019 | 16:16

Conferência Estadual de Ciência e Tecnologia acontece nos dias 5 e 6 em Salvador

salvador

“Uma ocasião para deliberar as novas demandas da atualidade para o setor”. É desta maneira que a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, Adélia Pinheiro, resume o objetivo da IV Conferência Estadual de CT&I, que acontece nos dias 5 e 6 de dezembro, das 8h às 18h, no Hotel Fiesta, em Salvador. O evento ocorre após a Secti viajar para onze macroterritórios do estado em busca de entender as necessidades da sociedade contemporânea na esfera que compõe os ecossistemas locais. Agora, os delegados eleitos em diversos municípios baianos, pertencentes ao setor público, acadêmico, empresarial, entidades de representação setorial e sociedade civil, ficarão responsáveis por deliberar o diálogo que busca elaborar a nova política estadual do setor.

A Secretária da Secti, Adélia Pinheiro, lembra que a pasta vem trabalhando há meses para esta ocasião. “Preparamos tudo para a culminância das discussões, em todo o estado, para debatermos sobre a nova política estadual de CT&I e aguardamos os delegados dos diversos segmentos. A certeza é que teremos diálogos ricos e deliberações que representarão o ecossistema e os interesses da sociedade e seus atores”, destacou. Os interessados em comparecer ao evento devem se inscrever no site da Secti na modalidade participante.

O evento acontece após uma série de encontros no interior e na capital, que foram as Conferências Regionais, quando foi dialogado de maneira integradora com os municípios sobre as necessidades locais de cada território. Outro tema abordado será a preparação para a Sociedade 5.0, tendo em vista que passamos pela Revolução 4.0 ou produção inteligente, tema em pauta nas etapas regionais e reiterado na etapa estadual, que tem relação com a criação de transformações estruturantes que precisam ser incorporadas para potencializar o desenvolvimento do estado.

Temas estratégicos para pesquisas cientificas e tecnológicas, infraestrutura e financiamento de CT&I, assim como difusão de conhecimento e popularização da ciência também serão abordados. Um exemplo dessas novidades que serão anunciadas durante a Conferência se trata do Edital que será lançado pela Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) voltado para pesquisar soluções em doenças que acometem a população negra.

Comentários