Foto: Raiane Veríssimo/Política Livre
Rui Costa (PT), governador da Bahia 02 de dezembro de 2019 | 18:07

Rui assina contrato para construção da nova Estação Rodoviária de Salvador

salvador

O governador Rui Costa assinará, nesta terça-feira (3), o contrato para a construção da nova Estação Rodoviária de Salvador, no bairro de Águas Claras. A cerimônia será realizada às 15 horas, no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), com a presença do secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e dos representantes do Consórcio Terminal Rodoviário de Salvador.

A ser implantada às margens da BR-324, a nova rodoviária abriu um imbróglio com a prefeitura de Salvador que alega que parte do terreno (35%) pertence ao município. Devido ao impasse, o governo do Estado entrou com uma ação na Justiça no último dia para solicitar a desapropriação. No último dia 22, o juiz Ruy Eduardo Almeida Britto, da 6ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, expediu, provisoriamente, a transferência da posse do terreno ao Estado. No entanto, a prefeitura pode recorrer ainda da decisão.

Após a posse do novo secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Nelson Pelegrino (PR) na última sexta (29), o governador Rui Costa (PT) comentou sobre o assunto e afirmou o dinheiro da desapropriação já iria ser depositado judicialmente para assegurar o início das obras. “O que a prefeitura está querendo não é ilegítimo. A prefeitura tinha um pré-contrato, um pré-acordo feito com um empresário que pretendia fazer um loteamento naquela área, mas nunca fez. Portanto, ele [empresário] tem o entendimento jurídico corroborado com muitos advogados de que como ele não implantou o condomínio não deve nenhuma área pública à prefeitura. De sua parte, a prefeitura alega que ele procurou um documento que ele iria fazer. Ao Estado, isso não interessa, vamos depositar o valor e o juiz decidirá se será exclusivamente ao setor privado ou parte do dinheiro será da prefeitura”, explicou o petista ao Política Livre.

O equipamento terá ligação com a estação do Metrô de Águas Claras, com o terminal de transporte de ônibus metropolitano e urbano e, futuramente, com o corredor de BRT, na Avenida 29 de março. Em comparação à atual rodoviária, o espaço destinado ao terminal triplicará de tamanho e terá 70 mil metros quadrados. O investimento previsto na obra é de R$ 120 milhões.

Raiane Veríssimo
Comentários