14 de janeiro de 2020 | 21:45

Por segurança, EUA pedem ‘atenção redobrada’ a seus turistas no Brasil

brasil

O Departamento de Estado dos Estados Unidos emitiu nesta terça, 14, um alerta de segurança de nível 2 para o Brasil, numa escala de 1 a 4, para os turistas norte-americanos. O 1 significa “pratique atenções normais”; o 2, “pratique atenções redobradas (exercise increased caution)”; o 3, “reconsidere viagem”; e o 4, “não viaje”.

O governo dos EUA pede para que seus cidadãos não visitem favelas em qualquer horário em razão de crimes nem cidades-satélites de Brasília, como Ceilândia, Santa Maria, São Sebastião e Paranoá, além de pedir que eles não viajem às regiões de fronteira, como Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Guiana, Suriname, Guiana Francesa e Paraguai.

O órgão descreve o Brasil como um local de crimes violentos, como assassinatos, roubo armado e saidinhas (de carro), em áreas urbanas tanto à noite quanto de dia. Afirma que o crime organizado está espalhado pelo País. “Assaltos são comuns. O governo dos EUA desencoraja o uso de transporte público, ônibus municipais em todas as partes do Brasil em razão de elevado risco de roubo e assalto em qualquer hora do dia, especialmente à noite”, acrescenta. As informações são do BRPolítico, blog do Estadão.

Comentários