Foto: Valdemiro Lopes/CMS
Plenário da Câmara Municipal de Salvador 25 de março de 2020 | 17:22

Oposição nega que argumento do coronavírus seja suficiente para votar Previdência de Neto

exclusivas

A crise provocada pelo avanço do novo coronavírus reforçou para os vereadores da base do prefeito ACM Neto (DEM) a importância de aprovação da proposta da reforma da Previdência enviada à Câmara Municipal de Salvador (CMS) pela atual administração.

A este Política Livre, cinco legisladores governistas relataram que, se era uma necessidade, a proposta do prefeito para reduzir o déficit da Previdência na cidade se tornou imperativa diante da crise social e econômica que se avizinha, provocada pela rápida disseminação da doença.

Do outro lado do plenário, a reportagem do site ouviu, nesta quarta-feira (25), opositores ao avanço da proposta na Casa.

Líder do bloco da oposição, o vereador Sílvio Humberto (PSB), por exemplo, criticou a posição da bancada do prefeito para aprovar a Previdência, alegando que “recursos usados para pagar déficit podem ser destinados ao coronavírus”.

“Dizer que vão utilizar as economias provindas da Reforma é uma distorção da verdade. O que esses vereadores não estão dizendo é que aprovar o texto agora não terá nenhum impacto imediato para a redução do suposto déficit”, rebateu Sílvio.

A reportagem do site Política Livre contatou, também, o vereador Suíca (PT), vice-líder da oposição na CMS. O petista condenou as falas dos governistas e disse que o “jogo sujo” é feito por quem quer “usar o momento difícil de pandemia para passar projeto sem o devido debate e sem a participação popular”.

“Não concordo com essa tramitação durante a pandemia e não concordo com os pontos. Vai ser mais um processo contra os trabalhadores. Os defensores são da mesma matriz ideológica e de apoio de Bolsonaro”, comparou Suíca.

“Isso é um absurdo. Agora, o que temos de focar é em salvar vidas. Salvador precisa se debruçar sobre os casos de coronavírus que estão explodindo pela cidade inteira”, concluiu.

Mateus Soares
Comentários