Foto: Pedro França/Agência Senado
Prefeito de Manaus (AM), Arthur Virgílio Neto 30 de junho de 2020 | 15:47

Prefeito de Manaus é internado após testar positivo para covid-19

brasil

O prefeito de Manaus (AM), Arthur Virgílio Neto, 74 anos, testou positivo para a covid-19 e foi internado às pressas em um hospital particular da capital amazonense no fim da noite desta segunda-feira (29).

Em nota, a prefeitura informou que o quadro de saúde de Virgílio permanecia estável até o início da tarde de hoje (30). “Lúcido e orientado”, o prefeito segue trabalhando do hospital, sob observação de seus médicos.

Poucas horas antes de dar entrada no Hospital Adventista, Virgílio tinha participado da inauguração de uma obra de infraestrutura, o Complexo Viário Ministro Roberto Campos, que interligará as zonas oeste à região centro-sul de Manaus, atraindo muita gente.

A prefeitura informou já estar cumprindo todos os protocolos de saúde, monitorando membros da equipe de governo e autoridades que tiveram contato com Virgílio, inclusive durante a inauguração do complexo viário.

“A população que compareceu ao local, caso apresente algum sintoma, poderá buscar atendimento preferencial e fazer a testagem para a doença na recém-inaugurada Clínica da Família Carmen Nicolau, localizada no bairro Lago Azul, zona Norte, bem atrás do Centro Integrado Municipal de Educação (Cime), onde foi montado o hospital de campanha municipal.”

Em abril, Virgílio apareceu chorando em um vídeo em que pedia ajuda federal para lidar com o que classificou como “estado de calamidade” estadual devido ao número de vítimas do novo coronavírus em Manaus. Um mês depois, em um novo vídeo, o prefeito pediu ajuda a ativistas sociais e líderes de outros países.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até ontem, Manaus já registrava 27.132 casos confirmados da covid-19 e 1.771 pessoas mortas em decorrência da doença. De acordo com a prefeitura, ao menos 295 pessoas permaneciam internadas em hospitais da capital – outros 171 pacientes internados ainda aguardavam pelo resultado dos exames da covid-19.

Agência Brasil
Comentários