Foto: Divulgação
Na imagem, o prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo, do DEM 28 de julho de 2020 | 17:02

Elinaldo e Orbi Química chegam a acordo para instalação de fábrica em Camaçari

interior

Em reunião virtual realizada na manhã desta terça-feira (28) entre representantes da Orbi Química e o prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo (DEM), foi batido o martelo para a instalação da fábrica da empresa no município. O processo de implantação da unidade terá duas fases e, com isso, a produção já deve ser iniciada no mês de agosto.

As conversas foram iniciadas ainda na noite desta segunda-feira (27), quando Elinaldo encaminhou um convite aos representantes da empresa colocando Camaçari à disposição para a instalação da fábrica. A unidade da Orbi Química seria implantada em Santo Amaro, mas a Câmara Municipal rejeitou nesta segunda a instalação.

Inicialmente, a Orbi irá se instalar de forma provisória em um galpão de Camaçari para já iniciar a produção na primeira fase de implantação. Na segunda etapa, a empresa irá buscar um terreno para a construção da fábrica definitiva. A prefeitura irá intermediar o professo. Já nesta terça foram iniciadas as tratativas entre a área técnica da prefeitura e o diretor operacional da empresa no Nordeste, Claudinei Marques, responsável pela instalação da fábrica na Bahia.

Já nesta quarta-feira (29), uma equipe da empresa irá visitar imóveis que tenham as características necessárias para a implantação da fábrica, com orientação da prefeitura. A empresa já tem, inclusive, maquinário moderno estocado no Porto de Salvador pronto para ser utilizado no início da produção.

“Fico muito feliz que tenhamos avançado já na primeira conversa. A empresa tem interesse em se instalar na Bahia e nós, em Camaçari, temos todo a infraestrutura adequada a oferecer. Com o início da produção já em agosto, teremos geração de empregos diretos e indiretos a curto prazo, beneficiando centenas de famílias. Neste momento, a geração de emprego e renda é fundamental para superamos esta crise”, afirmou Elinaldo.

O processo produtivo da empresa é limpo e não gera emissões atmosféricas, não consome água e não gera efluentes líquidos nem resíduos sólidos, trabalhando apenas quimicamente com os produtos. Em Camaçari, a empresa estará instalada em área adequada à natureza da empresa.

O diretor geral da Orbi Química, Rogério Seabra, confirmou o avanço nas negociações e destacou a proatividade de Elinaldo e da equipe da prefeitura. “O prefeito fez uma chamada de vídeo e pediu que a gente explicasse o que produzíamos. Montamos até um grupo de WhatsApp e já estamos falando sobre licenças. A prefeitura está intermediando os contatos e irá nos apresentar terrenos para nós”, afirmou.

“Fomos difamados por pessoas que não conhecem o que produzimos, então teve uma preocupação com isso. Explicamos todos os nossos produtos e o processo de produção”, complementou Seabra.

Sobre a empresa

Fundada em 2006, com uma sede de 14 mil m² no município de Leme, em São Paulo, a Orbi Química é uma empresa nacional, tendo como principal produto o desengripante White Lub Super, reconhecido pelo seu apelo ecológico, por usar em sua base produtos de origem vegetal. Atualmente, a empresa produz 125 produtos, gerando mais de 170 empregos diretos e mais de cem indiretos, divididos entre a sede em Leme (SP) e os centros de armazenamento e distribuição em Guarulhos (SP) e Blumenau (SC).

Para sanar as preocupações a respeito do impacto ambiental da instalação, a empresa apresentou, o certificado técnico de regularidade com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), além de licença de operação pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e do Sistema Estadual de Vigilância Sanitária de São Paulo (SEVISA).

Em 2015, a Orbi Química recebeu a certificação ISO 9000, garantindo formas de processos seguros de produção, armazenamento, entrega da cadeia de matéria prima e produtos acabados. No mesmo ano, a empresa ganhou o Selo Verde Internacional do Instituto Chico Mendes, como empresa socioambiental responsável.

Comentários