Foto: Divulgação
16 de setembro de 2020 | 07:10

Coronavírus: Justiça acata pedido do MP para impedir evento político em Encruzilhada

interior

A Justiça atendeu ao pedido do Ministério Público do Estado da Bahia para impedir a possível realização de um evento político na cidade de Encruzilhada, organizado por um conjunto de partidos e pelo prefeito do município, Wekisley Teixeira. A decisão proferida nesta terça-feira, 15, determina a não incitação, organização e realização de carreatas, passeatas e qualquer espécie de manifestação em espaços públicos com a presença de pessoas e formação de aglomeração enquanto durar a pandemia da Covid-19.

Segundo o promotora de Justiça Daniela Almeida, autora da ação civil pública, o evento político previsto para amanhã (16) estava sendo promovido pelo próprio prefeito de Encruzilhada, e pelos partidos Democratas, Progressistas, Partido Social Democrático (PSD) e Partido dos Trabalhadores (PT), em comemoração ao lançamento das candidaturas aprovadas.

“A conduta dos organizadores e apoiadores do evento coloca em risco e despreza o sacrifício que está sendo feito, inclusive pela sociedade civil, para preservar a vida e a saúde”. destacou a promotora de Justiça. Ela complementou que não é a primeira vez que a legislação municipal e estadual foi descumprida com a organização de eventos políticos na cidade, promovendo aglomerações. Um exemplo foi o evento que aconteceu no dia 17 de julho para recepcionar o deputado federal Paulo Magalhães em visita ao município.

Comentários