Presidente Jair Bolsonaro com um segurança, atrás dele, com o pé na porta, protegendo suas costas 22 de novembro de 2020 | 08:00

Em Macapá, Bolsonaro anda de porta aberta e corpo para fora do carro e ouve xingamentos

brasil

Em visita a Macapá no sábado (21), o presidente Jair Bolsonaro desfilou pelas ruas da cidade com a porta do carro aberta e com o corpo para fora. Enquanto a comitiva passava, o presidente ouviu xingamentos.

O Amapá chegou ao 19º dia de apagão. Bolsonaro declarou na capital que os afetados no estado serão compensados na conta de luz.

Em sua manobra no carro, o presidente estava com um segurança, que ficou atrás dele, com o pé na porta, protegendo suas costas.

Segundo o artigo 235 do Código de Trânsito Brasileiro, “conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo” é infração grave, passível de multa e retenção do veículo.

Mais cedo, Bolsonaro publicou em suas redes sociais um vídeo em que é recebido animadamente por apoiadores no aeroporto da cidade.

No entanto, esse outro registro mostra o presidente sendo chamado de “miliciano” e recebendo xingamentos de baixo calão. Os motoristas de carros que seguem a comitiva também são ofendidos, classificados como “gado”.

Esta não é a primeira vez que Bolsonaro se envolve em episódio de infração de trânsito em público. Em abril de 2019, ele deu volta de moto por Guarujá (SP) e cometeu infração gravíssima ao pilotar com capacete apoiado na testa.

Meses depois, em agosto, andou de jet ski no Lago Paranoá, em Brasília, e disse ter “carteirinha de arrais-amador”.

Pelas regras atuais, a habilitação “arrais-amador” não é válida para a categoria de moto aquática, como é denominado o jet ski pela Marinha.

No entanto, a instituição disse que a situação de Bolsonaro era regular com base em uma normativa. Dessa forma, ele não teria agido fora das regras na ocasião.

Folhapress
Comentários