Foto: Divulgação/Arquivo
João Leão deve chegar de viagem na quinta-feira, quando PP deve anunciar acordo com Adolfo Menezes 12 de janeiro de 2021 | 16:09

PP espera retorno de Leão para anunciar acordo com Adolfo na Assembleia

exclusivas

O PP dificilmente confrontará a candidatura do deputado estadual Adolfo Menezes (PSD) à presidência da Assembleia depois de constatar que o deputado chegou à marca dos 32 votos para ganhar a disputa pela sucessão de Nelson Leal (PP) no comando da Casa.

No momento, o partido aguarda apenas a chegada do vice-governador João Leão de uma viagem, nesta quinta-feira, para anunciar, possivelmente, um acordo com Adolfo em torno da disputa, que deverá passar pela composição da mesa diretora do Poder.

O deputado estadual Niltinho, que o partido lançou candidato contra Adolfo, não se opõe a um entendimento com ele, já que, desde o princípio, se posicionou de forma muito madura na batalha por votos, mantendo a campanha em alto nível e evitando a todo custo qualquer desentendimento pessoal com o adversário.

Deputados da oposição que chegaram a pensar em apoiá-lo dizem que Niltinho trabalhou com muita habilidade e garra, apesar de uma estratégia que consideraram imprudente identificada em caciques do PP de evitar fechar, desde o princípio, um compromisso com seu nome.

Lembram, por exemplo, que enquanto o PSD seguiu com Adolfo, a despeito da pressão contrária de alguns colegas da base, o PP até a semana passada, quando o jogo parecia virar na direção do partido, continuava estimulando outros nomes na disputa.

Uma reunião do vice-governador com o ex-deputado Jabes Ribeiro, do PP, e o senador Jaques Wagner (PT), ontem, no entanto, teria selado o destino do partido na disputa pela presidência da Assembleia, apesar de um ensaio de rebelião que Leão teria tentado fazer.

Wagner deu muito bem o recado de que o governo estava fechado com o nome de Adolfo e não aceitaria um bate-chapa entre PP e o PSD que tivesse repercussões sobre a base. Jabes foi o primeiro a entender que a mensagem precisava ser entendida rapidamente.

Leia tambémDepois de declararem Adolfo favorito, apoiadores trabalham para evitar disputa na Assembleia

Com presumidos 32 votos, Adolfo é o novo presidente da Assembleia, diz Marcelo Veiga

Dal, do PP, e Paulo Câmara, do PSDB, apóiam Adolfo: ‘matematicamente a campanha acabou’, diz tucano

Após PT e PSD, PSB deve anunciar apoio a Adolfo Menezes para presidência da Assembleia

Coronel diz que deputados devem escolher novo presidente da Assembleia e admite possibilidade de filho no páreo

 

Política Livre
Comentários