Foto: Divulgação
O vereador Dr. José Antonio (PTB) 22 de fevereiro de 2021 | 20:45

Vereador quer instituir semana de combate ao relacionamento abusivo

salvador

O vereador Dr. José Antônio (PTB) apresentou um projeto de lei para que seja instituída em Salvador a “Semana de Conscientização e Combate ao Relacionamento Abusivo”.

De acordo com o vereador, a iniciativa irá promover a reflexão e fomentar o debate sobre os relacionamentos abusivos e os reflexos para os envolvidos, as famílias e para a sociedade.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Brasil está entre os países com maior número de violência contra mulher. Há mais de um milhão de processos em tramitação sobre o tema.

“É de extrema importância discutir a temática publicamente. Não precisa da violência física para que seja considerado abuso. A falta de cuidado, desprezo, pressão psicológica, menosprezo, agressão verbal, violação sexual, violência patrimonial, tudo isso é abuso. O amor não machuca, nem humilha”, disse o vereador.

Segundo Dr. José Antônio, as mulheres precisam estar saudáveis para não sucumbir a esse tipo de relacionamento, que muitas vezes leva à morte.

“Identificar os sinais de abuso que precedem a agressão e os ciclos de uma relação violenta é urgente, e contribuirá para a redução dos casos de feminicídio. E é justamente preocupado com a gravidade e o pouco debate do tema que proponho o presente PL, com o objetivo de promover a reflexão e fomentar o debate sobre os relacionamentos abusivos e seus reflexos para os envolvidos, suas famílias e para a sociedade”, frisou.

O autor do projeto sugere que durante a semana sejam desenvolvidas ações para a conscientização da população, por meio de procedimentos informativos, educativos, palestras, audiências públicas, seminários, conferências e a produção de material online ou impresso.

Além disso, o vereador afirma que deverá haver uma abordagem multidisciplinar sobre o tema, com a participação de profissionais de diversas áreas do conhecimento, incluindo Psicologia, Medicina e Direito.

Comentários