Foto: Marcos Corrêa/PR
Ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandett 04 de maio de 2021 | 16:14

Mandetta afirma que apresentaram a ele proposta de decreto para mudar bula da hidroxicloroquina

brasil

Em depoimento à CPI da Covid, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou que apresentaram a ele, em reunião no Palácio do Planalto, uma proposta de decreto presidencial para alterar a bula da hidroxicloroquina a fim de que o medicamento pudesse ser receitado para tratar a Covid-19.

Mandetta já havia feito a revelação no ano passado, meses após deixar o Ministério da Saúde. O ex-ministro disse que estava no Planalto e foi chamado para uma reunião com a presença de outros ministros e médicos.

“Nesse dia, havia sobre a mesa, por exemplo, um papel não timbrado de um decreto presidencial para que fosse sugerido, daquela reunião, que se mudasse a bula da cloroquina na Anvisa, colocando na bula a indicação de cloroquina para coronavírus. E foi, inclusive, o próprio presidente da Anvisa, Barra Torres, que estava lá, que falou: ‘Isso não'”, disse Mandetta durante seu depoimento

“E o ministro Jorge Ramos [aqui Mandetta se confunde e cita os nomes dos ministros Jorge Oliveira e Luiz Eduardo Ramos] falou: ‘Não, não, isso daqui não é nada da lavra daqui. Isso é uma sugestão’. Mas é uma sugestão de alguém. Alguém pensou e se deu ao trabalho de botar aquilo num formato de decreto”, acrescentou o ex-ministro da Saúde.

Renato Machado, Folhapress
Comentários