Foto: Bruno Concha/Secom PMS
Encaminhada ontem, a petição solicita que o pedido seja concedido liminarmente até que o julgamento definitivo sobre o assunto ocorra 10 de junho de 2021 | 08:40

Fenaj e Sinjorba entram com ação na Justiça para que jornalistas tenham prioridade na vacinação contra Covid-19

exclusivas

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba) ingressaram, conforme documento obtido por este Política Livre na manhã desta quinta-feira (10), com uma ação civil pública na 7º Vara Federal para que profissionais de comunicação sejam incluídos no grupo prioritário do Plano Nacional de imunização contra a Covid-19.

Encaminhada ontem, a petição solicita que o pedido seja concedido liminarmente até que o julgamento definitivo sobre o assunto ocorra. As entidades também solicitaram que a União seja citada para apresentar defesa. “A categoria está pagando um preço muito alto por esta contradição nos documentos federais e pela decisão das empresas de convocá-los ao trabalho presencial mesmo sem estarem vacinados”, justificam, na ação.

“O Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação, de janeiro de 2021, por razões políticas, fato público e notório externado pelo Governo Federal, não incluiu os jornalistas entre as categorias de trabalhadores prioritárias para a vacina, correção esta feita pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), órgão gestor das ações contra a pandemia no estado da Bahia. Quem foi “essencial” para trabalhar no decreto de março de 2020, não foi prioritário para o Plano de Imunização lançado 10 meses depois”, acrescentam.

Clique aqui e confira o documento na íntegra.

Mateus Soares
Comentários