Foto: Max Haack/Secom/Arquivo
Leo Prates, secretário municipal da Saúde 20 de julho de 2021 | 15:09

Leo Prates promove live para defender importância da vacinação de crianças e adolescentes contra a COVID

salvador

Lançado há pouco mais de um mês, o projeto Saúde em Rede idealizado pelo secretário municipal da Saúde de Salvador realiza nesta quarta-feira (21) um debate sobre a importância da vacinação contra a Covid-19 de crianças de adolescentes. Realizado no perfil de “live” nas redes sociais, o gestor da capital baiana contará com dois nomes de “peso” para debater o assunto. Uma das convidadas é a Dra. Gloria Teixeira, médica, doutora em Saúde Pública pela Universidade Federal da Bahia e pós-doutora na Case Western Reserve University, Cleveland /EUA. Atualmente é professora titular de Graduação e Pós-Graduação, além de pesquisadora na área de Epidemiologia. Também participará do debate o Dr. Carlos Martheo, promotor de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia e professor de direito internacional da Universidade Salvador.

O secretário Leo Prates tem defendido publicamente a vacinação desse púbico alvo e sua iniciativa é corroborada por especialistas. Recentemente, um estudo publicado na Revista Científica The Lancet Infectious Diseases demonstrou que a vacina Coronavac é segura e induz resposta imune em adolescentes e crianças de 3 a 17 anos. Após a segunda dose, a vacina foi capaz de gerar anticorpos em 96% dos voluntários do estudo. Os laboratórios produtores da Pfizer, um outro imunizante fabricado contra covid-19 (Pfizer), anunciaram através de ensaios clínicos que a vacina também se mostrou eficaz em adolescentes maiores de 12 anos.  Aliado a este dado, a Anvisa autorizou a utilização dessa vacina para jovens a partir da mesma faixa etária.

A Live será transmitida ao vivo, na quarta-feira, dia 21/07, a partir das 19h através das redes sociais do secretário Leo Prates: no Instagram (@leoprates), Facebook (/leo.prates7) e no canal do YouTube (/c/leoprates4).

Saúde em Rede – O projeto nasceu da importância de fortalecer o debate em torno da pandemia do novo coronavírus e, até mesmo, proporcionar troca de experiências exitosas entre os gestores de diversas capitais, além de especialistas da área da saúde. Já marcaram presença nas lives a secretária de Saúde da cidade de Fortaleza, Ana Estela, quando discutiram “O futuro da pandemia no Nordeste”. Expandido o mesmo tema para o Brasil, o Saúde em Rede contou com a participação no debate do secretário de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, e o secretário ajunto da Saúde de São Paulo, Luiz Carlos Zamarco, representando o secretário Edson Aparecido.

Comentários