Foto: Reprodução/Arquivo
Na imagem, o deputado estadual Paulo Câmara, do PSDB 29 de julho de 2021 | 11:27

Paulo Câmara critica novo aumento do ICMS dos combustíveis na Bahia: ‘Aumento tamanho G’

bahia

O deputado estadual Paulo Câmara (PSDB) criticou nesta quinta-feira (29) o novo aumento feito pelo governo do estado do ICMS dos combustíveis na Bahia. A partir do próximo domingo (1º), segundo o Ato Cotepe/PMPF nº25/2021, o imposto estadual sobre a gasolina vai subir 7,14%, representando um acumulado de 32% desde o início do ano – isso é equivalente a cerca de R$ 1,7 por litro.

De acordo com informações do Sindicombustíveis, o diesel S10 terá um reajuste de 5,8%, enquanto no S500 o aumento será de 5,5%. No acumulado, o diesel já tem aumento de 25% em 2021 – esse crescimento representa R$ 0,24 e R$ 0,23 no custo de aquisição. O ICMS do etanol terá um aumento ainda maior, de 7,6%, o que representa 43% de crescimento no ano – R$ 0,30 no custo de compra do produto.

“Parece brincadeira ou até perversidade o que o Governo do Estado da Bahia vem fazendo para os baianos. Pela sexta vez consecutiva, a partir do dia 1º de agosto, teremos aumento dos preços dos combustíveis. Esse é o ICMS tamanho G do governo da Bahia, é isso que o governo está fazendo por todos nós, baianos”, criticou Câmara.

De acordo com ele, os sucessivos aumentos nos preços de combustíveis impactam diretamente no desemprego. “Segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), mais de 5 mil postos de trabalho foram perdidos devido a esse aumento consecutivo dos combustíveis. A Bahia precisa avançar”, destacou.

Comentários