Foto: Reprodução
A babá Raiana Ribeiro da Silva 31 de agosto de 2021 | 17:30

Prefeitura de Itanagra oferece acolhimento psicológico e jurídico a babá que pulou de prédio em Salvador

interior

A Prefeitura de Itanagra disponibiliza apoio jurídico e psicológico à babá Raiana Ribeiro da Silva, de 25 anos, que na última quarta-feira (25) se jogou do terceiro andar de um prédio para fugir da patroa, no bairro do Imbuí, em Salvador. Ela foi agredida e mantida em cárcere privado. O pleito para atendimento a Raiana ao prefeito Marcus Sarmento (PP) foi realizado pelo vereador Deco (PSD), amigo da família da empregada doméstica.

“Quero manifestar meu apoio e solidariedade a Raiana, jovem itanagrense vítima de uma atitude vergonhosa. É inadmissível que, em pleno 2021, ainda sejam vistas atitudes repugnantes como essa. É o momento de, além de direcionar apoio e solidariedade, trabalhar também para que a emigração em nosso município não seja mais por conta da busca por oportunidades”, disse o prefeito.

A trabalhadora doméstica estava desempregada e viu a oportunidade de emprego em um site. E mudou-se para Salvador ao acertar a contratação por telefone com a empregadora. Segundo informações da vítima, na capital baiana ela iniciou o trabalho no último dia 19.

De acordo com Raiana, ela comunicou à patroa que não poderia continuar o trabalho no imóvel e iria buscar outro emprego. A partir de então, a patroa iniciou as agressões e trancou ela em um banheiro.

A babá conseguiu mandar áudio para a família com pedido de ajuda, mas o aparelho celular foi recolhido pela patroa. Um dia antes do acidente, o vereador Deco e os familiares da babá foram até Salvador em busca da vítima.

“Encontramos o condomínio através do localizador que Raiana enviou junto com o pedido de socorro. Porém, a administradora e o síndico se recusaram a fazer as buscas no controle de acesso de pedestres e nas câmaras de vigilância”, frisou o vereador Deco.

Desesperada, a jovem, após ser trancada no banheiro do apartamento, conseguiu passar pelo basculante e se jogou caindo no parapeito do 3º andar.

Raiana foi socorrida por moradores do prédio e levada por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Estado (HGE). O vereador Deco esteve no hospital prestando assistência à trabalhadora.

A babá sobreviveu à queda, mas sofreu uma fratura no pé. Ela recebeu alta médica ainda na quarta-feira (25), mas terá que ficar alguns dias sem sair da cama.

O caso está sendo investigado pela 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio). Segundo a Polícia Civil, a patroa, identificada como Melina Esteves França, foi intimada e deu um depoimento de mais de 6 horas.

Comentários