Foto: Jefferson Peixoto/Arquivo/Secom
Forte Santa Maria 14 de setembro de 2021 | 09:46

FGM promove evento virtual sobre patrimônio e acessibilidade nesta terça (14)

salvador

A relação entre patrimônio e acessibilidade será o tema da roda de conversa da nova edição do projeto “Patrimônio É…”, promovido pela Fundação Gregório de Matos (FGM), que acontece nesta terça-feira (14), às 18h30, no canal da FGM no YouTube. A discussão será mediada pela gerente de Patrimônio Cultural, Gabriella Melo, e terá como convidados a especialista em Educação Inclusiva e Educação para Direitos Humanos, Valdirene Ferreira; o coordenador do Movimento de Teatro de Rua Bahia e do Grupo Arte Popular A Pombagem, Fabrício Brito; e o procurador geral do Estado Mário Lima.

O evento tem como objetivo discutir a acessibilidade e a promoção de ambientes favoráveis ao acesso, circulação e comunicação de todas as pessoas, principalmente aquelas que possuem algum tipo de deficiência. Para Gabriela Melo, é necessário entender o quanto o patrimônio e as questões em seu entorno estão ligados à acessibilidade e ao acesso de pessoas que possuem mobilidade limitada.

“É um tema muito importante para ser tratado na gestão urbana e patrimonial. Existem marcos legais que devem ser cumpridos, há uma legislação pertinente a essa questão de acessibilidade e acesso. Na maioria das cidades brasileiras essas questões ainda estão em desenvolvimento, e não é diferente em Salvador. Por isso, essa roda de conversa também é um fórum de discussões e um momento no qual podemos escutar a sociedade civil. É um canal direto de comunicação”, disse a gerente.

Ao todo, são sete as dimensões que envolvem a acessibilidade: arquitetônica, comunicacional, metodológica, instrumental, programática, atitudinal e natural. Na contemporaneidade, é importante pensar as questões patrimoniais articuladas a todas essas dimensões.

“Para que essas ações sejam compatíveis, e não descaracterize a nossa história, as intervenções precisam ter impacto positivo, e acontecer de forma qualificada, valorizando a circulação das pessoas e o uso dos equipamentos, proporcionando contato e inclusão sociocultural. É importante dialogar e pensar nas diversas formas de atrair diversos públicos da nossa cidade”, completou Gabriela.

Patrimônio É… – As rodas de conversa do Patrimônio É… fazem parte do Projeto Salvador Memória Viva, executado pela Gerência de Patrimônio e vinculado ao Departamento de Patrimônio e Humanidades da FGM. São encontros mensais para tratar de temas concernentes aos patrimônios culturais da Cidade do Salvador.

Desde 2017, os eventos eram realizados no Espaço Cultural da Barroquinha e com transmissão ao vivo. Mas, devido ao contexto atual de pandemia e os protocolos de segurança, o formato foi adaptado para o ambiente virtual. O objetivo, para além da promoção da educação patrimonial, é a instrumentalização das políticas públicas do município que valorizem a memória histórica da cidade.

Comentários