Foto: Divulgação / Arquivo
O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, e a deputada federal Professora Dayane Pimentel (PSL) 11 de outubro de 2021 | 11:02

Dayane revela conversas com Moro para incentivá-lo a ser candidato a presidente

exclusivas

A deputada federal Dayane Pimentel (PSL), em conversa com este Política Livre, disse que conversa com o ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, para incentivá-lo para candidatar-se à Presidência da República em 2022. “Estamos conversando muito sobre isso. Tenho dito a ele que eu e muitos outros políticos estamos dispostos e esperançosos de tê-lo como candidato. Mas seguimos aguardando sua resposta positiva que deve ser apresentada em novembro”, disse a parlamentar baiana.

Professora Dayane, que é do PSL e integrará a bancada do União Brasil, ressalta que defende o trabalho do ex-juiz realizado na Operação Lava Jato. “Como lavajatista, estarei na trincheira na defesa de Sergio Moro como candidato, pois precisamos resgatar o combate à corrupção, a força da operação Lava Jato e fortalecer nossa democracia, ações que foram menosprezadas e perdidas neste atual governo”, destacou a parlamentar.

A deputada federal teceu ainda comparações entre o presidente Jair Bolsonaro e Sérgio Moro. “Em 2018, elegemos Bolsonaro, que prometeu desenvolvimento, união, políticas sociais, mas que entregou caos, inflação e muitas mentiras. Moro foi um ícone das eleições de 2018 e merece a oportunidade de provar isso nas urnas em 2022”, declarou a Professora Dayane.

Segundo Dayane, uma eventual candidatura de Sérgio Moro não seria apenas para combater Lula e Bolsonaro, mas uma maneira de provar que nem todos os brasileiros estão à venda, mas em busca de projeto de governo coletivo. “Sua candidatura [de Sérgio Moro] significa que podemos eleger um nome equilibrado, humano e sério para ocupar a presidência de nosso país”, disse a deputada federal.

Davi Lemos
Comentários