Foto: Reprodução/Facebook/Arquivo
Por causa do crescimento da impopularidade, setores da política apostam que Bolsonaro não tentará a recondução na eleição do próximo ano 14 de outubro de 2021 | 08:49

‘Não sinto que Bolsonaro irá desistir da reeleição nas conversas’, sugere Arthur Maia

bahia

O deputado federal Arthur Maia (DEM) mostrou não acreditar, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia divulgada nesta quinta-feira (14), que o presidente Jair Bolsonaro irá desistir da reeleição, como se especula no mundo da política. Por causa do crescimento da impopularidade, setores da política apostam que Bolsonaro não tentará a recondução na eleição do próximo ano.

“Não sinto isso nas conversas com ele”, disse Arthur Maia, que é relator da reforma administrativa, ao impresso. Já o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), chamou de “especulação maldosa” o rumor de que Bolsonaro pode não disputar a reeleição.

“Isso não passa de especulação maldosa daqueles que têm medo da sinalização das ruas. O presidente Bolsonaro tem um carisma e uma admiração enormes pelo país. É um presidente que incentiva os seus ministros a estarem nas ruas, e também ele vai aonde as pessoas estão. Ele se preocupa muito com aqueles que estão sofrendo. E isso faz com que seja recebido com muito carinho por onde passa. A resposta a essas especulações está sendo dada pelas ruas, pelo apoio popular massivo que o presidente Bolsonaro tem recebido”, declarou Roma.

Perguntado pela Tribuna se apostava em Bolsonaro desistir da recondução, o ex-prefeito ACM Neto respondeu: “Não faço a menor ideia”. Em julho deste ano, o próprio presidente da República admitiu que pode não disputar a eleição no próximo ano.

“Eu tenho que ter um partido político. Não sei se vou disputar as eleições do ano que vem. Devo disputar, não posso garantir. Temos conversado com vários partidos, entre eles o Partido Progressista, ao qual integrei por aproximadamente 20 anos ao longo de 28 que eu fui deputado federal”, afirmou, em entrevista à rádio Mundial, da Bahia.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, os principais líderes do centrão já discutem a possibilidade de Jair Bolsonaro não disputar a sucessão de 2022 já começou a ser discutida entre. Neste cenário, em vez de insistir em contestar as eleições em caso de dificuldade de vitória, o presidente escolheria outro candidato para apoiar, escapando de uma derrota fragorosa nas urnas.

Comentários