Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados/Arquivo
Milton Ribeiro foi preso nesta manhã em uma operação da Polícia Federal que investiga liberação de verbas no MEC condicionadas à atuação de pastores 22 de junho de 2022 | 10:37

Deputados baianos reagem à prisão de ex-ministro e atrelam corrupção a Bolsonaro

exclusivas

Deputados baianos utilizaram as redes sociais na manhã desta quarta-feira (22) para reagir à prisão do ex-ministro Milton Ribeiro, decretada hoje pela Justiça.

Rompida com o governo federal, a deputada federal Professora Dayane Pimentel (UB) aproveitou a oportunidade para criticar o ex-aliado. Segundo ela, o presidente Jair Bolsonaro (PL) “jogou fora a maior chance da esquerda engolir tudo o que dizia da direita”.

“Resultado: o extremismo, à corrupção, o caos e a desumanidade tomaram conta desse governo. Tudo isso é apenas uma ponta de um iceberg sombrio. Nenhum mal pode durar para sempre”, continuou Dayane, no Twitter, emendando a hashtag #GovernoCorrupto.

O deputado petista Jorge Solla também não perdeu tempo nas redes sociais. “A prisão do ex-ministro Milton Ribeiro pelo esquema de corrupção no Ministério da Educação coloca Bolsonaro automaticamente como investigado”, escreveu.

“No áudio vazado de reunião no Ministério, Ribeiro afirmou que apenas seguia ‘pedido especial’ Bolsonaro ao beneficiar Arilton e Gilmar”, acrescentou Solla.

Também do PT, o deputado federal Valmir Assunção levantou a tag #BolsolãoDoMEC no Twitter.

Ribeiro foi preso nesta manhã em uma operação da Polícia Federal que investiga liberação de verbas no MEC condicionadas à atuação de pastores.

Gilmar Santos, um dos pastores suspeitos, também foi preso na operação, batizada de Acesso Pago, e que investiga a prática de “tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos” do FNDE.

Leia também: Ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro é preso pela PF

Mateus Soares
Comentários