Foto: Política Livre
Colbert Martins 05 de agosto de 2022 | 11:17

Feira de Santana: após operação da PF, prefeito não diz se vai exonerar secretários afastados pela Justiça

exclusivas

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), disse na manhã desta sexta-feira (05) que a gestão municipal apura as supostas irregularidades que motivaram a operação da Polícia Federal que afastou ontem dois secretários municipais, incluindo o da Saúde, Marcelo Britto.

“Uma decisão da Justiça que obedecemos. O afastamento se deu por decisão judicial. Fazemos agora parte da apuração, não compactuamos com nenhum tipo de desvio. E quem praticou algum tipo de ato que responda”, disse à imprensa, ao chegar à convenção do União Brasil, no Centro de Convenções, em Salvador. Colbert, no entanto, não respondeu ao ser questionado se vai exonerar os auxiliares afastados.

Sobre a insatisfação de seu antecessor, José Ronaldo (União Brasil), preterido na indicação para a vice de ACM Neto (União Brasil) na disputa pelo governo do Estado, o emedebista afirmou que problemas como esse são naturais. “Ele [José Ronaldo] vai ficar recolhido até terça-feira”, disse.

Leia mais:
Feira de Santana: operação da PF mira empresa do secretário municipal de Saúde

Mateus Soares
Comentários