Foto: Câmara Municipal de Paulo Afonso
Juiz federal João Paulo Pirôpo, da Subseção Judiciária Federal da cidade de Paulo Afonso, localizada na região Norte da Bahia 24 de março de 2020 | 16:22

Em tempos de coronavírus, juiz federal dá exemplo na Bahia ao realizar audiências por WhatsApp

exclusivas

Diante da crise provocada pelo avanço do novo coronavírus em todo o país, o juiz João Paulo Pirôpo, da Subseção Judiciária Federal da cidade de Paulo Afonso, localizada na região Norte da Bahia, descobriu uma maneira de manter a produtividade.

Ele vem realizando diariamente uma série de audiências online, através do WhatsApp. Em conversa com este Política Livre na manhã de hoje (24), o magistrado justificou que o aplicativo foi a “forma encontrada para poder manter o serviço essencial e colaborar com a sociedade neste momento tão difícil”.

“Nós estamos fazendo aqui um mutirão de 300 audiências. Esse mutirão envolve benefícios previdenciários de pessoas idosas, doentes e pessoas que, por alguma necessidade, não podem ou estão impedidas de trabalhar”, relata o juiz, revelando grande sensibilidade social, o que deveria ser o foco da magistratura num momento como o atual.

Segundo ele, o mutirão já estava marcado há seis meses, porém todo o grupo acabou surpreendido com a crise provocada pela pandemia. No entanto, para não desmarcar todas as audiências, o martelo por uma solução foi batido.

“Nós, da Justiça Federal, em conjunto com a Procuradoria Federal e os advogados, resolvemos fazer as audiências pelo WhatsApp, inclusive, as audiências de instrução através de videoconferências”, explicou à reportagem.

“Desta forma, as audiências serão realizadas dentro das normas de segurança da Organização Mundial de Saúde”, ressaltou Pirôpo. “As partes serão beneficiadas, receberão os seus benefícios e não haverá risco de contaminação para as pessoas”, concluiu.

Mateus Soares
Comentários