Foto: Reprodução/
O empresário e investidor Otávio Fakhoury, apoiador do presidente Jair Bolsonaro 01 de agosto de 2020 | 11:03

Bloqueado no Twitter por Moraes, empresário bolsonarista diz que estuda acionar Justiça dos EUA

brasil

O empresário Otávio Oscar Fakhoury escreveu em sua nova conta no Twitter que está estudando acionar a Justiça norte-americana para reverter o bloqueio em suas contas anteriores que foi imposto por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes.

Fakhoury é um dos alvos de investigação do inquérito das fake news. Nesta quinta (31), Moraes ordenou a suspensão do acesso às contas dos perfis bolsonaristas investigados não somente no Brasil, como vinha sendo feito, mas também fora do país.

O Twitter cumpriu a decisão, e, por isso, figuras como Fakhoury, Luciano Hang (Havan), Edgard Corona (Smart Fit), o ex-deputado Roberto Jefferson e a líder extremista Sara Giromini tiveram suas contas bloqueadas internacionalmente.

“O que vcs acham? Devo entrar em juízo numa corte americana para reverter o bloqueio da minha conta nos EUA? Tou pensando nisso seriamente”, escreveu Fakhoury, que também é investigado por planejamento de atos antidemocráticos.

A decisão de Moraes de determinar bloqueio internacional de contas levantou polêmica. Para especialistas, ele pode ter extrapolado a lei e invadido jurisdição internacional.

Como revelou a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, o Facebook decidiu não cumprir a decisão e manterá as contas no ar enquanto recorre da decisão no STF.

Folhapress
Comentários