Frase do dia

Eduardo Cunha redistribuía propina a Temer com '110%' de certeza.

LÚCIO FUNARO, EX-DOLEIRO E OPERADOR DE NEGÓCIOS DO PMDB, EM DELAÇÃO PREMIADA comentar

22 de setembro de 2017, 21:38

BAHIA Matemática e cultura se encontram em vídeo premiado do Colégio da Polícia Militar

Uma sobrinha ajuda a tia a calcular os custos do acarajé, abará e da cocada, para que ela monte um tabuleiro de baiana no Pelourinho, em Salvador. O que podia ser uma situação da vida real é a história da animação criada por seis estudantes do Colégio da Polícia Militar (CPM) Dendezeiros. O vídeo das meninas foi o ganhador do Festival de Vídeos Digitais e Educação Matemática organizado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp- Rios Claros). Elas utilizaram o conteúdo de matemática para solucionar o problema e levaram o prêmio, misturando a ciência exata com a cultura baiana para mostrar que assuntos como esse fazem parte do cotidiano das pessoas. A ideia surgiu do projeto proposto pela professora PM do colégio, a soldado Vânia Rocha. “Aqui temos o incentivo para trabalhar além dos quadros da sala de aula, e pensando nisso, desenvolvemos projetos para que os conteúdos tenham sentido, e o aluno não fique se perguntando ‘para que eu estou aprendendo isso?’. Levando esses conceitos para sala de aula, os alunos se sentem mais empolgados e motivados para estudar”, explicou a professora. O CPM foi a única escola da região Nordeste e a única escola militar do País a estar entre os cem melhores vídeos que concorreram ao prêmio. Além da produção ganhadora, elaborado pelas estudantes do 2º ano do Ensino Médio, Carolina Santos, Alexandra Stefane dos Santos, Maria Tavares, Adriana Sapucaias e Ayslla Santos, o Colégio da Polícia Militar da Bahia concorreu com cinco outros vídeos entre os cem selecionados. Além de funcionar como forma de incentivo para melhorar nos estudos, projetos como este mudam a relação do aluno com a própria escola, é o que aconteceu com a estudante Ayslla. “Eu nunca tive afinidade com matemática, sempre tive que me esforçar muito para conseguir boas notas na disciplina e, nesse ano, com esse projeto, com a professora, eu consegui entender mais, absorver mais os assuntos e acho que ficou muito mais fácil assim”, explicou a aluna Ayslla.

22 de setembro de 2017, 21:31

BRASIL Ex-presidente Lula antecipa caravana ao sul do país

Foto: Divulgação/Twitter

Carava de Lula ocorrida no Nordeste

A pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT decidiu realizar ainda este ano sua caravana pelo Sul do país, região apontada como campo minado para o petista. De acordo com o site Uol, Lula está disposto a manter o ritmo alcançado com a caravana ocorrida no Nordeste e antecipará para este ano a viagem ao Sul, que estava originalmente prevista para 2018. A intenção é preservar a liderança nas pesquisas de opinião até junho do ano que vem, em uma tentativa de imprimir caráter de irreversibilidade à candidatura do ex-presidente. Para petistas, a candidatura de Lula é o principal instrumento de defesa do ex-presidente. Segundo o site, o amigo do ex-presidente, o presidente do PT de São Paulo, Luiz Marinho, diz que Lula tem apoiadores na região Sul e “não tem por que temer” contratempos na viagem. Em outubro, Lula percorrerá por oito dias cidades de Minas Gerais. Antes da caravana mineira, Lula visitará a Renca (Reserva Nacional do Cobre Associados), extinta pelo governo Temer com o intuito de abrir a região para investimentos privados. Lula, que tem adotado um discurso nacionalista, participará ainda de um ato no Rio em “defesa da soberania nacional”. Na noite de quinta-feira (21), Lula cobrou dos petistas sua participação na disputa de 2018. Ainda de acordo com a reportagem do Uol, durante reunião do diretório nacional do PT, Lula citou nominalmente petistas que ameaçam ficar fora da eleição. Lula disse, por exemplo, que a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), e o senador Humberto Costa (PE), têm que lutar pela reeleição para o Senado. Ele também disse que o ex-governador Olívio Dutra e o ex-prefeito Raul Pont têm concorrer no Rio Grande do Sul para a Câmara dos Deputados. Lula disse que os petistas têm que ir “para a luta”.

22 de setembro de 2017, 20:58

BRASIL Celso de Mello autoriza inquérito para investigar Lindbergh Farias

Foto: Divulgação

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, autorizou nesta sexta-feira (22) a abertura de um inquérito para investigar o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) em um desdobramento da Operação Lava Jato. Em nota, o senador disse que tem “absoluta certeza que este inquérito terá como destino o seu arquivamento”. De acordo com o site G1, será apurado o crime de corrupção passiva e, como o caso está em segredo de Justiça, não há mais detalhes sobre o inquérito cuja abertura foi pedida no início deste ano. Na ocasião, se apontou conexão com outro inquérito, que investigava Lindbergh Farias por ter supostamente pedido R$ 2 milhões para a campanha dele ao Senado, em 2010. O primeiro inquérito, aberto em 2015, foi arquivado em fevereiro, pelo ministro Luiz Edson Fachin, que também entendeu que o novo pedido para investigar o senador deveria ser retirado do âmbito da Lava Jato. O caso, então, foi sorteado, primeiro, para o ministro Luís Roberto Barroso, mas ele se declarou impedido de atuar no processo. No mês passado, Celso de Mello foi sorteado novo relator.

22 de setembro de 2017, 20:57

MUNDO EUA informam que 21 Estados tiveram sistemas eleitorais alvo de hackers russos

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS, na sigla em inglês) divulgou a 21 Estados americanos informações adicionais sobre a interferência russa em seus sistemas eleitorais no ano passado, terminando meses de incerteza sobre quais Estados haviam sido alvo de um esforço hacker apoiado pelo Kremlin.”Como parte de nossos contínuos esforços de compartilhamento de informações, hoje o DHS notificou o secretário de Estado ou outro oficial eleitoral em cada Estado de qualquer alvo potencial de que estivéssemos cientes antes da eleição de 2016″, disse o porta-voz do departamento, Scott McConnell. O DHS disse que deixaria aos Estados que divulgassem a público se eram alvo da campanha hacker russa. Os funcionários disseram, anteriormente, que não havia nenhuma evidência de números manipulados pela interferência da Rússia.Em junho, um importante funcionário do departamento afirmou ao Congresso que seus sistemas relacionados às eleições em 21 Estados foram direcionados como parte de uma campanha dirigida pelo governo russo visando interromper as eleições de 2016 nos EUA. Arizona e Illinois reconheceram, no ano passado, que seus sistemas foram invadidos, mas muitos outros Estados permaneceram silenciosos sobre se haviam sido vítimas ou não.Funcionários eleitorais de Wisconsin afirmaram que o registro de eleitores do Estado foi alvo, mas a tentativa não teve êxito. Minnesota afirmou que seus sistemas de registro foram digitalizados, mas não houve tentativa de interferência. Kentucky e Maine disseram que não foram alvo. A Comissão Eleitoral do Estado da Carolina do Sul também descobriu que, apenas no dia da eleição, havia quase 150 mil tentativas de invadir seu sistema de registro de eleitores, de acordo com um relatório obtido pelo Wall Street Journal.

Estadão

22 de setembro de 2017, 20:47

BRASIL Cunha permanece em Brasília para depor no âmbito da Sépsis

Foto: Reprodução/Estadão

O ex-deputado Eduardo Cunha

O juiz Vallisney de Souza Oliveira solicitou e Sérgio Moro concordou em prorrogar a permanência do ex-deputado Eduardo Cunha no Departamento de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil, em Brasíllia. O objetivo da permanência do peemedebista na capital federal é seu interrogatório no âmbito da operação Sépsis. O depoimento estava para a está sexta-feira, 22, mas foi postergado para o próximo dia 9 de outubro. O motivo do cancelamento do interrogatório foi a solicitação da defesa do ex-ministro Henrique Eduardo Alves para ter acesso à delação do corretor Lúcio Bolonha Funaro antes da realização da oitiva. Cunha foi transferido de Curitiba, base da Operação Lava Jato, onde está preso, para a capital federal no avião da PF, no mesmo voo que levou para São Paulo o empresário Joesley Batista, da JBS, na última sexta-feria, 15. Ao juiz vallisney de Souza, o ex-congressista falará em processo em que é réu também por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em operações fraudulentas com recursos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa. Além de Cunha, são réus nesta ação Lúcio Funaro, seu ex-sócio Alexandre Margotto e o ex-vice-presidente de Fundos e Loterias da Caixa Fábio Cleto. Os dois últimos são também delatores da Lava Jato.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2017, 20:32

BRASIL Violência na Rocinha deixa 26 escolas e creches fechadas e 7 mil alunos sem aula

A violência hoje (22) no Rio de Janeiro deixou 6.995 alunos sem aulas. Segundo a Secretaria Municipal de Educação, unidades escolares na Rocinha; na Vila Canoas, em São Conrado; no Vidigal, na Gávea; na comunidade Chapéu Mangueira, no Leme; em Copacabana, todas na zona sul da cidade; e ainda no Complexo do Alemão; em Tomás Coelho; no Morro do Queto, em Sampaio; no Juramento; no Acari e na Pavuna, na zona norte, foram fechadas para evitar riscos às crianças e adolescentes e aos profissionais de educação. Ao todo, foram fechadas 11 escolas, sete creches e oito espaços de Desenvolvimento Infantil (EDI). No total, 26 escolas, creches e EDIs deixaram de funcionar.A comunidade da Rocinha, a maior do Rio de Janeiro, é alvo de operações diárias da Polícia Militar desde o último domingo (17), quando houve confrontos entre grupos criminosos rivais pelo controle de pontos de venda da comunidade. Na manhã de hoje, houve um tiroteio intenso entre policiais e criminosos, que provocou o fechamento da Auto-Estrada Lagoa-Barra, que liga o bairro de São Conrado à Gávea. À tarde, as operações da polícia ganharam o apoio de tropas das Forças Armadas, encarregadas de cercar a área.Na Rocinha, foram seis escolas, duas creches e um EDI, frequentados por 3.344 crianças. Na Vila Canoas, as atividades foram interrompidas em uma creche com 161 alunos. No Vidigal, duas escolas e duas creches que recebem 1.178 foram fechadas. Na Gávea, um EDI frequentado por 150 crianças não pôde funcionar. Na comunidade Chapéu Mangueira, também foi fechado um EDI e 55 crianças tiveram que ficar em casa. Em Copacabana foi uma escola com 170 alunos. No Complexo do Alemão, o impedimento atingiu uma escola e dois EDIs, prejudicando 466 crianças. Em Tomás Coelho, o EDI fechado não atendeu seus 50 alunos. No Morro do Queto, foi uma creche que dá atendimento a 88 crianças. No Juramento, uma creche para 147 crianças não abriu. Em Acari, foram uma escola e um EDI com 958 alunos, e na Pavuna a violência deixou 228 crianças de um EDI sem aulas.

Agência Brasil

22 de setembro de 2017, 20:30

BRASIL Força policial pode parar obra de Belo Monte

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, autorizou o uso de força policial para que as obras da hidrelétrica de Belo Monte, em construção no Pará, sejam paralisadas. A ordem de paralisação, segundo o Ministério Público Federal (MPF) no Pará, foi enviada no dia 14 de setembro ao presidente da concessionária Norte Energia, dona da usina, e ao Ibama, mas até agora não foi cumprida. Para o tribunal, foi constatada irregularidade nos projetos das casas oferecidas para a população atingida por Belo Monte, na região de Altamira (PA), o que caracteriza o descumprimento de uma medida condicionante imposta pelo processo de licenciamento ambiental. O desembargador Antônio Souza Prudente determinou a imediata paralisação das obras, sob pena de multa de R$ 100 mil por dia de atraso. Segundo o MPF, em 2012, a Norte Energia distribuiu folhetos em Altamira em que prometia três tipos de casas (60 m², 69 m² e 78 m²) de acordo com o tamanho da família que fosse deslocada. Mas, em abril de 2013, sem discussão com a população atingida, outro folheto foi distribuído em que a empresa avisou que todas as casas seriam do mesmo tamanho: 63 m². “O folheto trazia ainda a informação de que as casas seriam feitas em concreto pré-moldado em vez de alvenaria como havia sido anunciado”, declarou o MPF, por meio de nota. A Norte Energia disse que ainda “não teve acesso aos votos proferidos no julgamento”. A empresa declarou que “vem cumprindo as condicionantes contidas na licença de operação vigente, a qual autoriza o desenvolvimento das atividades da usina hidrelétrica Belo Monte”.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2017, 20:16

BRASIL Gilmar Mendes nega liberdade a Joesley e a Wesley

Foto: Dida Sampaio/Estadão

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes negou, nesta sexta-feira, 22, pedido de habeas corpus da defesa de Joesley Batista e Wesley Batista. As defesas buscavam reverter a prisão preventiva decretada no processo em que os executivos são acusados de lucrar indevidamente no mercado de ações e usar informações privilegiadas antes de vir à tona o acordo de colaboração premiada que firmaram com o Ministério Público Federal (MPF). “A prisão preventiva foi adotada diante de um delito com pena que excede ao parâmetro legal em circunstâncias objetivas e subjetivas particularmente graves. Não está evidente que sua decretação é desproporcional”, anotou.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2017, 20:13

SALVADOR Rafa e Pipo Marques e Duas Medidas festejam a chegada da primavera em show na Ribeira

Os irmãos Rafa e Pipo Marques e a banda Duas Medidas são as atrações do Festival da Primavera no bairro da Ribeira no sábado (23), a partir das 19h, na Praça Dodô e Osmar. Com repertório eclético e divertido, essa é a primeira vez que eles se apresentam no bairro dentro de um evento promovido pela Empresa Salvador Turismo (Saltur), através da Prefeitura.O grupo Duas Medidas abre a noite, com seu som irreverente misturando ritmos e coreografias animadas. O vocalista Lincoln Senna afirma que tocar no Festival da Primavera é um verdadeiro sonho realizado. “Tocar na Ribeira pela primeira vez e comemorar com o povo é um sonho. A gente considera uma honra e responsabilidade, já que temos um trabalho reconhecido, fazendo música para famílias, que permite todos cantarem e dançarem juntos”, afirmou Lincoln.Com aproximadamente cinco anos de estrada, a banda vem com músicas já conhecidas como Glicose, Empidesce, Farra Louca e QQIssoBB?, e o lançamento Câmera Lenta, em parceria com Márcio Vitor, cantor do Psirico. E falando em parceria, Senna disse que o público pode aguardar surpresas para o show de sábado. “Estamos aguardando a confirmação de artistas amigos queridos, que queremos que participem deste momento. Também é um desejo nosso, se rolar, uma dobradinha com Rafa e Pipo. Tendo a oportunidade, vamos tocar juntos”.

22 de setembro de 2017, 20:09

MUNDO Governo Trump elabora novo decreto anti-imigração com ampliação de restrições

Foto: Estadão/Reprodução

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está se preparando para substituir seu controverso decreto anti-imigratório por restrições mais direcionais e que afetam um número maior de países, de acordo com pessoas familiarizadas com o processo. Em vez de proibir a viagem de imigrantes de alguns países na nova lista, o decreto que está sendo preparado cria restrições que variam de acordo com cada nação, com base na cooperação com os EUA, a ameaça representada por cada um e outros fatores. Em um comunicado a repórteres divulgado nesta sexta-feira, funcionários do governo descreveram o projeto em termos gerais, mas não disseram quantos países seriam afetados nem nomearam qualquer um deles. As pessoas familiarizadas com a situação disseram ao Wall Street Journal que o total provavelmente seria de oito ou nove nações. O atual decreto anti-imigração expira no domingo. Uma recomendação sobre as novas regras foi enviada a Trump, que poderia fazer alterações. Uma decisão final é esperada antes do prazo, e uma vez que ele assine as regras, a Casa Branca planeja tornar pública a lista de países e as restrições para cada um.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2017, 19:55

BAHIA Wagner pede a Fachin para não enviar inquérito a Sergio Moro

Foto: Divulgação

O ex-governador Jaques Wagner

De acordo com o site da revista Época, a defesa do ex-governador Jaques Wagner (PT) pediu ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), o “arquivamento imediato” das investigações relativas ao crime de organização criminosa. Ainda segundo a revista, Wagner argumenta de que só existe contra ele uma citação na delação premiada do dono da UTC Ricardo Pessôa, na qual o empresário fala que fez apenas doações legais sem relação com ilícitos. A Procuradoria-Geral da República, quando apresentou a denúncia do chamado quadrilhão do PT, pediu que as apurações sobre Wagner fossem enviadas ao juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara em Curitiba – o ex-governador não consta entre os denunciados ao STF. Na petição, os advogados Bruno Espiñeira Lemos e Victor Minervino Quintiere afirmam também que o inquérito em relação a Wagner não pode ser enviado a Curitiba, porque ele agora possui foro privilegiado, por ter sido nomeado secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia em janeiro. Por isso, eles pedem que, caso seja negado o arquivamento, os autos sejam remetidos ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região.

22 de setembro de 2017, 19:51

BRASIL Procurador diz a Raquel que sai ‘para preservar a credibilidade da instituição’

O procurador regional da República Sidney Pessoa Madruga afirmou à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em seu pedido de exoneração nesta sexta-feira, 22, que sai “para preservar a credibilidade da instituição”. O procurador foi flagrado pela reportagem do jornal Folha de S. Paulo em conversa em um restaurante em Brasília na qual fala que a “tendência” no órgão é investigar o procurador Eduardo Pelella, que foi chefe de gabinete do ex-procurador-geral Rodrigo Janot.”Sirvo-me da presente para informá-la que tomei a decisão de me desligar da função de coordenador do Grupo Executivo Nacional da Função Eleitoral (GENAFE), pelos motivos que ora exponho”, afirmou o procurador. “Ressalto, desde logo, que assim o faço para preservar a credibilidade da instituição a que sirvo há mais de duas décadas com honra e zelo e, igualmente, para não permitir que se atinja o trabalho dos colegas que integram a valorosa equipe e a gestão que se inicia.”De acordo com a assessoria da PGR, o pedido de exoneração da equipe foi apresentado “com a finalidade de evitar ilações impróprias e indevidas”.”A PGR reitera informação repassada ao jornal de que o procurador mencionado não atua em matéria criminal e não teve acesso a nenhuma investigação ou ação penal conduzidas pela atual equipe do Grupo de Trabalho da Lava Jato, em Brasília. A portaria de exoneração foi assinada na tarde de hoje”, informou a assessoria da Procuradoria-Geral da República.

Estadão

22 de setembro de 2017, 19:51

BRASIL Braço direito de Janot diz que está à disposição de Raquel para ‘qualquer esclarecimento’

Foto: Dida Sampaio/Estadão

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge

O procurador regional da República Eduardo Pelella se colocou à disposição da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para ‘qualquer esclarecimento’. Pelella foi o braço direito do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e citado em conversa do procurador regional da República Sidney Madruga. Madruga foi flagrado pela reportagem do jornal Folha de S. Paulo em conversa em um restaurante em Brasília na qual fala que a ‘tendência’ no órgão é investigar Pelella. Madruga pediu exoneração nesta sexta-feira, 22, do cargo de coordenador do Grupo Executivo Nacional da Função Eleitoral (Genafe). Na mensagem a Raquel, o braço direito de Janot afirma que ‘a exemplo do que ocorreu durante todo o período de transição, estou à disposição para qualquer esclarecimento que se entenda necessário’. De acordo com a assessoria da PGR, o pedido de exoneração da equipe foi apresentado “com a finalidade de evitar ilações impróprias e indevidas”. “A PGR reitera informação repassada ao jornal de que o procurador mencionado não atua em matéria criminal e não teve acesso a nenhuma investigação ou ação penal conduzidas pela atual equipe do Grupo de Trabalho da Lava Jato, em Brasília. A portaria de exoneração foi assinada na tarde de hoje”, informou a assessoria da Procuradoria-Geral da República.

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2017, 19:38

BRASIL Maia sugere a Pezão exoneração do secretário de segurança

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sugeriu hoje (22) ao governador Luiz Fernando Pezão que exonere o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Roberto Sá. A declaração foi dada à revista Veja e confirmada, em nota, pela assessoria da presidência da Câmara.”A crise na Rocinha mostra que, infelizmente, o secretário Roberto Sá perdeu as condições de comandar a política de segurança pública do Rio. Falo isso com respeito e admiração pela trajetória dele”, disse Maia.Os confrontos na Rocinha começaram no último domingo (17) com uma disputa entre bandidos pelo controle do tráfico de drogas na favela, localizada em São Conrado, zona sul carioca. Na ocasião, não houve atuação efetiva das forças policiais. O quadro voltou a se agravar nesta sexta-feira (22) e o governador pediu então ao Ministério da Defesa que as Forças Armadas atuassem no entorno da comunidade. O primeiro contingente de militares chegou à Rocinha às 16h10, com o objetivo de fazer um cerco na favela, em apoio às operações das polícias Militar e Civil.Em nota, o governo fluminense disse que “vem priorizando a política de segurança, apesar de todas as dificuldades que tem enfrentado, ciente de suas responsabilidades e da importância da preservação da vida”.O governo esclareceu que “para o cumprimento dos seus objetivos, o estado tem trabalhado de forma integrada com as forças federais, sob a coordenação do secretário de Segurança Roberto Sá, que tem sido incansável no cumprimento do dever”.

Agência Brasil

22 de setembro de 2017, 19:35

BAHIA Jusmari comenta ação movida pela Juventude do Democratas

Foto: Paula Fróes/GOVBA

Jusmari Oliveira toma posse como secretária estadual de Desenvolvimento Urbano

Durante a cerimônia de posse, na tarde desta sexta-feira (22), a nova secretária estadual de Desenvolvimento Urbano, Jusmari Oliveira, falou sobre a ação movida pela Juventude do Democratas que questiona a sua nomeação para a pasta, devido a ela ter sido condenada pela Justiça, em maio deste ano, por fraude em licitação na compra de medicamentos e de materiais hospitalares, odontológicos e de laboratório. “Isso é um problema do Democratas, se eles entraram com uma ação é a justiça que vai julgar. Eu aqui não quero discutir isso, porque temos uma agenda enorme, projetos enormes e vontade enorme de tocar esses projetos” disse a ex-prefeita de Barreiras.