Foto: Divulgação
09 de outubro de 2019 | 11:30

Prisco contraria Rui e Anselmo Brandão e garante que PM está em greve

bahia

O deputado estadual Marco Prisco (PSDB), que lidera um movimento grevista da Polícia Militar, foi de encontro às declarações do governador Rui Costa (PT) e do comandante-geral da corporação, Anselmo Brandão, e disse que a PM está parada nesta quarta-feira (09). “É só ver os dados do que aconteceu na cidade de Salvador ontem à noite, de madrugada também”, disse ao Política Livre.

De acordo com Prisco, policiais dos setores administrativos estão trabalhando e outro “contingente muito pequeno” está nas ruas. “Enquanto teve arrastões na Liberdade, Estrada das Barreiras, San Martin, Pero Vaz, as áreas nobres da cidade ficaram cobertas por viaturas. Poucas, mas teve. Mas na periferia não teve”, prosseguiu.

Questionado se está prevista algum tipo de conversa formal com o governo, o deputado afirmou que a PM quer dialogar “há muito tempo”. “É o governo que não quer dialogar com a categoria”, disse.

As reivindicações do movimento são: melhorias do Planserv; cumprimento do acordo de 2014; solução para os problemas do novo sistema RH; reforma do estatuto; código de ética; periculosidade; auxílio alimentação; reajuste da CET; plano de carreira; cumprimento de ordem judicial; e isenção de ICMS para aquisição de arma de fogo para PMs e BMs.

Leia mais:
Comandante-geral da PM volta a negar greve e diz que população pode voltar “às suas atividades”
Governador diz que greve da PM está no “zap” e nos “grupos de zap” que Prisco organiza
Rui nega adesão da PM e acusa líder grevista de ligação com ocorrências e traficantes

Guilherme Reis
Comentários